21 de novembro de 2017
Inicial | Notícias | Mobilidade | Detran-DF dá orientações sobre o transporte correto de bicicletas em automóveis

Detran-DF dá orientações sobre o transporte correto de bicicletas em automóveis

Condutores não devem encobrir a placa do veículo com o suporte da bicicleta 

O transporte incorreto de bicicletas oferece riscos aos ocupantes do veículo e demais condutores, podendo causar acidentes. O Departamento de Trânsito do Distrito Federal – Detran/DF orienta ciclistas a transportarem bicicletas em suporte próprio, de modo que não atrapalhe a visibilidade e não oculte as luzes de sinalização do veículo. Caso alguma das lanternas do carro seja sobreposta pela bicicleta, é necessário afixar uma régua de sinalização no suporte da bicicleta, com faixas refletivas nas cores branca e vermelha.

Caso o suporte obstrua a visão da placa do automóvel, uma terceira placa deve ser confeccionada e instalada, de maneira que fique visível. Para adquiri-la, basta procurar uma unidade de atendimento do Departamento e solicitar a autorização para confecção da placa de suporte. O procedimento custa R$ 109.

O diretor de Fiscalização de Trânsito do Detran/DF, Glauber Peixoto, esclarece que transportar a bicicleta de maneira inadequada, além do risco de acidente, pode resultar em multa para o condutor do veículo. “O transporte, quando feito de maneira equivocada, pode atrapalhar a visão do motorista nos retrovisores, além de diminuir a visibilidade que os outros condutores tem do carro, impossibilitando, por exemplo, que a sinalização de mudança de faixa seja vista, o que pode acabar em acidente.”

A bicicleta também pode ser transportada no teto do veículo. Quando o condutor optar por essa modalidade, o limite de 50 centímetros de altura, estipulado para o transporte de cargas nessa área, não vale. Isso significa que é permitido levar a bicicleta “em pé”, fixada num trilho sobre o teto do veículo.

Legislação – O motorista que conduzir o veículo com placas ilegíveis ou encobertas comete infração gravíssima, está sujeito a multa de R$ 293,47 e sete pontos na CNH, podendo ainda ter o veículo removido ao depósito do Detran/DF.

Entre janeiro e setembro deste ano, o Detran/DF já autuou 1.332 condutores por ter algum problema de identificação na placa, enquanto em 2016, no mesmo período, foram 1.284 multas.

+Bike – A utilização desse meio de transporte é incentivada pelo Governo de Brasília através da implementação do plano de ciclomobilidade. Lançado em agosto deste ano, prevê a ampliação de ciclovias, integração com transportes e instalação de mais pontos com bicicletas públicas.

Atualmente Brasília conta com 420 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas. Até o fim de 2018, a meta é criar mais 218 quilômetros.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública do DF

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização