13 de dezembro de 2017
Inicial | Notícias | Ciclismo | UCI inocenta Peter Sagan cinco meses após expulsá-lo do Tour de France

UCI inocenta Peter Sagan cinco meses após expulsá-lo do Tour de France

Entidade máxima do ciclismo admite erro de interpretação que culminou com a desclassificação do ciclista eslovaco sob a acusação de ter acertado uma cotovelada em rival

A União Ciclística Internacional (UCI) anunciou um acordo com o ciclista eslovaco Peter Sagan que encerou uma disputa judicial sobre a expulsão do atleta da última edição do Tour de France, sob a acusação de atitude anti-desportiva.

Momentos antes de uma audiência na Corte Arbitral do Esporte (CAS, em inglês) que seria realizada ontem (5), a UCI absolveu Sagan da acusação de ter acertado deliberadamente uma cotovelada em seu rival, o britânico Mark Cavendish, que na ocasião sofreu uma forte lesão no ombro e precisou abandonar a competição. 

Na ocasião, a UCI optou por desclassificar sumariamente o tricampeão mundial, apesar do apelo de sua equipe para manter seu atleta ao menos até o fim da competição, pedido negado pela entidade.

Nesta terça, entretanto, o caso ganhou uma reviravolta. De acordo com a UCI, os vídeos agora disponíveis demonstram que Peter Sagan não teria acertado Cavendish de forma intencional. “Levando em consideração os materiais submetidos à audiência da Corte Arbitral do Esporte, incluindo o material de vídeo que na época da prova não encontrava-se disponível , as partes concordaram que o choque não foi intencional”, declarou a UCI em comunicado à imprensa.

Com o acordo, a equipe de Sagan, a Bora-Hansgrohe, desiste do processo contra a UCI, afirmando que o principal foco da ação era apenas mostrar a inocência de Sagan no episódio. “O que aconteceu já passou e o que importa agora é o futuro do esporte”, disse Peter Sagan.

Para o presidente da UCI, David Lappartient, o episódio de desclassificação de Sagan serviu para que a entidade “possa tirar lições”. Lappartient afirmou que para evitar que outros erros de interpretação como este ocorram novamente, pretende implantar uma comissão com acesso aos vídeos durante as principais competições do calendário da entidade durante a próxima temporada.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização